Restaurantes



Nas águas do Alasca habitam as populações mais numerosas e saudáveis de Salmão Selvagem do planeta. A denominação Salmão Selvagem do Alasca agrupa cinco espécies (Real, Vermelho, Prateado, Keta e Rosa) que nascem nos rios cristalinos do Alasca e cuja vida adulta se dá nas águas frias do Oceano Pacífico Norte. Os salmões do Alasca são anádromos, ou seja, nascem e vivem a primeira época da sua vida em água doce, depois se deslocam para a água salgada e finalmente regressam ao rio ou lago onde nasceram para desovarem e morrerem logo a seguir. Por lei, não há viveiros de salmão no Alasca.

A temporada de pesca comercial do Salmão Selvagem do Alasca é determinada com base nos estudos e monitoramento realizados pelos biólogos a serviço do estado do Alasca, ou seja, ocorre apenas após o número necessário de peixes de cada espécie de salmão atingir a maturidade, migrar para a água doce, se reproduzir e, assim, garantir a perpetuação das espécies – esta é a conhecida corrida do salmão. Com a reprodução assegurada, a pesca comercial do Salmão Selvagem do Alasca é, então, liberada na entrada dos rios, durante a migração dos salmões remanescentes.

Por serem selvagens, as cinco espécies de salmão do Alasca apresentam coloração natural e baixo teor de gorduras, que variam de acordo com a genética e a alimentação de cada espécie. Também são fonte de vitaminas, minerais e Ômega 3 provenientes de alimentação natural em alto-mar. As cinco espécies de salmão selvagem do Alasca variam em tamanho, cor, textura e sabor. Abaixo estão disponíveis mais informações a respeito de cada uma das espécies:

Restaurantes

Restaurantes

O Salmão Real também é conhecido como King ou Chinook, e é uma das maiores e mais nobres espécies de pescado do Alasca.

O Salmão Real tem um período de pesca mais extenso do que as outras espécies e pode ser adquirido durante nove ou dez meses do ano sem comprometer a reprodução da espécie. Apesar do período extenso de pesca, não são disponibilizados grandes volumes de Salmão Real, sendo esta a espécie mais rara de salmão do Alasca.

Seu sabor suculento, a cor alaranjada intensa natural de sua carne e seu tamanho espetacular abriram as portas dos mais seletos restaurantes no mundo para o Salmão Real. O Salmão Real é apreciado por especialistas em gastronomia e chefs devido ao seu tamanho (que possibilita apresentações excepcionais) e ao excelente sabor da sua carne (de todas as espécies de Salmão Selvagem do Alasca, o Salmão Real é o que possui maior quantidade de gordura). É comumente utilizado para produção de salmão defumado.

O Salmão Real chega ao Brasil congelado, majoritariamente na forma H&G (sem cabeça e sem vísceras) e pode eventualmente também ser comercializado por algumas empresas do Alasca e por importadores brasileiros em outros formatos (filés, postas, carpaccio, enlatados, entre outros). Favor consultar os exportadores do Alasca e/ou importadores/distribuidores brasileiros para mais informações sobre disponibilidade, preços e formatos.

Tabela Nutricional:

Restaurantes

O Salmão Vermelho, também chamado de Sockeye, é de tamanho médio e mais fino do que as outras espécies.

O Salmão Vermelho é a segunda espécie de salmão mais abundante no Alasca e destaca-se entre as espécies de salmão pela coloração vermelha intensa natural, pela textura delicada, pelo baixíssimo teor de gorduras e pelo sabor suculento de sua carne.

Muito apreciado por chefs e especialistas em gastronomia, o Salmão Vermelho é ideal para pratos de peixe cru e ainda pode ser cozido de maneira rápida e eficiente, o que preserva a qualidade da sua carne. Também pode ser transformado por processos de defumação, o que lhe confere cor, textura e sabor excepcionais.

O Salmão Vermelho chega ao Brasil congelado, majoritariamente na forma H&G (sem cabeça e sem vísceras) e pode eventualmente também ser comercializado por algumas empresas do Alasca e por importadores brasileiros em outros formatos (filés, postas, carpaccio, enlatados, entre outros). Favor consultar os exportadores do Alasca e/ou importadores/distribuidores brasileiros para mais informações sobre disponibilidade, preços e formatos.

Tabela Nutricional:

Restaurantes

O Salmão Prateado, também chamado de Coho, é o salmão do Alasca mais semelhante ao Salmão Salar do Atlântico.

O Salmão-prateado é o mais popular dos salmões selvagens entre os especialistas em gastronomia que utilizam o método de defumação na Europa. O seu tamanho médio, a boa cor da sua carne e sua textura extremamente delicada também lhe garantem a preferência entre os restaurantes.

O Salmão Prateado chega ao Brasil congelado, majoritariamente na forma H&G (sem cabeça e sem vísceras) e pode eventualmente também ser comercializado por algumas empresas do Alasca e por importadores brasileiros em outros formatos (filés, postas, carpaccio, enlatados, entre outros). Favor consultar os exportadores do Alasca e/ou importadores/distribuidores brasileiros para mais informações sobre disponibilidade, preços e formatos.

Tabela Nutricional:

Restaurantes

O Salmão Keta, também conhecido com Chum, possui um tamanho intermediário entre o Salmão Prateado e o Salmão Vermelho.

O Salmão Keta produz o maior e mais apreciado caviar de salmão do mercado (ikura em japonês). A carne do Keta contém apenas 4-5% de gordura, possuindo mais variações de cor do que as outras espécies. O Salmão Keta oferece um excelente custo benefício ao consumidor, já que tem um preço muito competitivo (que se aproxima do preço do salmão de cultivo) e apresenta excelente qualidade.

É muito apreciado em cozinhas de todo o mundo, indicado para pratos marinados e para métodos de cozimento rápidos e eficientes, o que preserva a qualidade da sua carne.

O Salmão Keta chega ao Brasil congelado, majoritariamente na forma H&G (sem cabeça e sem vísceras) e pode eventualmente também ser comercializado por algumas empresas do Alasca e por importadores brasileiros em outros formatos (filés, postas, carpaccio, enlatados, entre outros). Favor consultar os exportadores do Alasca e/ou importadores/distribuidores brasileiros para mais informações sobre disponibilidade, preços e formatos.

Tabela Nutricional:

Restaurantes

O Salmão Rosa, também chamado de Pink, é a espécie de menor tamanho e a mais abundante no Alasca.

Caracteriza-se pela carne de cor rosada e por uma textura suave. O Salmão Rosa é fácil de cozinhar inteiro ou em filés. É abundante e econômico, muito utilizado em cozinhas convencionais.

O Salmão Rosa chega ao Brasil congelado, majoritariamente na forma H&G (sem cabeça e sem vísceras) e pode eventualmente também ser comercializado por algumas empresas do Alasca e por importadores brasileiros em outros formatos (filés, postas, carpaccio, enlatados, entre outros). Favor consultar os exportadores do Alasca e/ou importadores/distribuidores brasileiros para mais informações sobre disponibilidade, preços e formatos.

Tabela Nutricional: